terça-feira, 30 de abril de 2013

Confira os Mais Belos Naufrágios pelo mundo !


                                                 SS Ayrfield, Austrália
Esse navio de casco de aço, a vapor, de 1.140 toneladas e quase 80 metros foi construído no Reino Unido em 1911 e registrado em Sydney (Austrália) em 1912. O SS Ayrfield foi comprado pelo governo e usado para transportar suprimentos para as tropas americanas na região do Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial. O casco do navio está localizado perto da foz do Haslams Creek.
         



Ver mapa maior

                                              Eduard Bohlen. Namíbia:
O Eduard Bohlen encalhou na  Costa do Esqueleto, Namíbia,  em 5 de Setembro de 1909.
Actualmente, encontra-se na areia afastado 1/4 de milha da costa.
Com 2272 toneladas de carga bruta e um comprimento de 95 metros (310 pés). Naufragou devido a névoa espessa que se fazia sentir na Baía de Conceição, litoral da Namíbia .




Ver mapa maior

        O rebocador de Vila Nova de Milfontes, Portugal

Esse navio rebocador encontra-se naufragado na bela praia de Vila Nova Milfontes. A população local afirma que o navio holandês, que era usado no contrabando de mercadorias, encalhou quando fugia da guarda costeira portuguesa.




Ver mapa maior


                                       SS America. Ilhas Canárias, Espanha:
Foi um transatlântico construído em 1940 para as Linhas de Estados Unidos e projetado pelo notável arquiteto naval William Francis Gibbs . Depois carreira longa e brilhante como um navio de luxo, ele foi destruído em Fuerteventura, em 1994, e desde que se tornou uma perda total.




Ver mapa maior

                                                     Panagiotis. Grécia:
Naufrágio pitoresco porque deitado nas areias brancas de uma enseada abrigada no litoral da ilha Zakynthos, que está entre as mais meridionais das ilhas Jónicas da Grécia. É uma atracção turística com milhares de visitantes todos os anos. Construído na Escócia, em 1937,  naufragou em 1980, provavelmente enquanto tentava escapar à Marinha grega carregando cigarros contrabandeados.




Ver mapa maior

                                                      Dimitrios, Grécia
Esse naufrágio ficou famoso por sua localização pitoresca, uma praia de fácil acesso próxima a Gythio, na Grécia. Existem diversos boatos sobre a origem do navio e como ele teria ficado encalhado na praia, mas o mais comum afirma que teria sido usado para contrabando de cigarro entre a Turquia e a Itália.




                    La Famille Express, Ilhas Turcas e Caicos
O La Famille Express é um barco muito enferrujada, que ficou preso em banco de areia na ilhas Turcas e Caicos há muito tempo. O navio está a cerca de 2 metros de profundidade e tem escadas improvisadas que permitem que os visitantes subam em seu casco.

    

Loullia, Egito
O Loullia era um cargueiro panamenho, construído na Suécia em 1952. Seu naufrágio aconteceu em 29 de setembro de 1981, durante viagem de Aquava para Suez. A tripulação conseguiu abandonar o navio em segurança e seu casco é encontrado no topo do recife até hoje.


Murmansk, Noruega
O navio de guerra Muemansk encalhou em 1994. A embarcação militar russa de 200 metros de comprimento tornou-se um marco. O Muemansk tem um design especial, pois foi projetado para ser algo entre um navio de guerra e um submarino.

Naufrágio do Rio Suriname, Suriname
O navio do farol de aço, era utilizado como um barco a vela. Ele viajava da Holanda para o Suriname quando encalhou, em 1911. O barco abandonado perto do forte Amsterdam, no Suriname, está visível até hoje.


Protector, Austrália
O Protector era um navio canhoneira encomendado e comprado pelo governo australiano em 1884 para defender a costa contra possíveis ataques russos. Em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial, ele foi requisitado pelo exército dos EUA. Porém, o Protector sofreu uma colisão quando ia de Gladstone para a Nova Guiné e foi abandonado.


                                 World Discoverer, Ilhas Salomão
Escondido em uma baía remota das Ilhas Salomão, o naufrágio do navio alemão World Discoverer enferruja lentamente. Construído em 1974, serviu vários proprietários por mais de 25 anos. Em abril de 2000, o navio colidiu com um recife de formação desconhecido ao largo da Ilhas Salomão, no Oceano Pacífico. Pelo rádio, o capitão do navio pediu ajuda e os passageiros foram retirados de balsa. Ele ainda conseguiu mover o navio para a Roderick Bay, onde permanece até hoje.




Olympia, Grécia
Este naufrágio está localizado em uma pequena baía de Livero na ilha grega de Amorgos. O navio encalhou em 1979, vindo de Chipre, sem nenhuma vítima. Um rebocador chamado Matsas Star tentou sem sucesso puxar o Olympia para fora do golfo e desde então este naufrágio faz parte da história da ilha.


Gallant Lady, Bahamas
O outrora magnífico Lady Gallant agora repousa pacificamente contra uma costa rochosa na paradisíaca North Bimini, nas Bahamas. Há décadas, o cargueiro zarpou de Belize, e foi jogado contra a costa durante uma forte tempestade. Atualmente graças a ação das ondas o navio já se tornou um esqueleto enferrujado, que completa a bela paisagem local.


Maheno, Austrália
O Maheno é o mais famoso dos naufrágios Fraser Island e se tornou uma atração turística. Construído em 1905, ele foi uma das primeiras embarcações com turbinas vapor. O Maheno seguia uma rota regular entre Sydney e Auckland até ser requisitado para se tornar um navio-hospital na Europa, durante a Primeira Guerra. Em 1935, o navio foi vendido para o Japão como sucata, mas ele não chegou ao destino final. O Maheno naufragou nas Ilhas Fraser durante uma tempestade.

                                  Cabo Santa Maria, Cabo Verde
Cabo de Santa Maria é um cargueiro naufragado em 1968 na ilha de Boa Vista, em Cabo Verde. Os destroços do navio se tornaram um símbolo da região e uma fonte de inspiração para pintores, fotógrafos. O Cabo Santa Maria aparece em artigos, livros, guias e revistas e é parada obrigatória para turistas.

Após sofrer sérios danos ao se chocar com um banco de areia perto de Cove Island no largo da costa de Tobermoy, quando transportava uma carga de carvão, foi rebocado para a cabeça Big tub Harbour para ser reparado, mas o reparo foi considerado inviável devido a extensão dos danos, e seu afundamento foi autorizado, e hoje é considerado um dos mais bem preservados naufrágios do século 19.
O Sweepstakes era uma escuna canadense construída em Burlington, Ontário, em 1867, toda sua estrutura, casco e convés, foram reforçadas por barras de metal por funcionários do parque para ajudar a manter sua estrutura intacta, além de uma grade de arame farpado que protege o naufrágio da entrada de mergulhadores, visando a sua própria segurança e mantendo o naufrágio mais preservado apesar da sua constante deterioração devido ao tempo.
Apesar de ter afundando em 1885, ele ainda se mantém como uma super atração para turistas e mergulhadores, do Fathom Five National Marine Park.


   Foto: Alamy

Foto: Alamy




FONTES:    -- TERRA
                                -- GEOGRAFISMOS
                     --DIVEMAG

Um comentário: